Ocorreu um erro ao gravar os dados no nosso servidor. Tente novamente mais tarde.

Cadastre agora seu imóvel e comece a ganhar dinheiro!

Insira seu nome completo
Por favor, informe um email válido Email já cadastrado. Faça o login ou recupere a sua senha.
Por favor, informe um telefone válido

Você receberá e-mails com nossos conteúdos e comunicados. Não usamos seus dados para fins comerciais e/ou publicitários.

Dúvidas para anunciar seu imóvel?

Ligue para 4020-1662 ou entre em contato pelo Whatsapp 11 96774-7416

cadastrando...

Chegou o momento de entender de uma vez por toda o que é Aluguel de Temporada e quais são suas vantagens

O sucesso de hospedagens em sites como Airbnb, Booking.com e Vrbo (Alugue Temporada), nossos sinônimos mais populares para aluguel de temporada atualmente, eclodiu pelo Brasil nos primeiros anos da década de 2010. Melhor custo-benefício, oportunidade de contato com pessoas locais no destino de viagem e dicas personalizadas de quem vive na região são alguns dos motivos mais apontados pelos viajantes que optam por uma casa de temporada em vez do hotel convencional.

Mas você conhece a história por trás desse formato de hospedagem? Existe uma série de ferramentas e plataformas de alta tecnologia pelo mundo todo, além dos canais citados, para esse tipo de estadia, que foi se transformando com o passar do tempo. Isso porque, originalmente, o aluguel para temporada surgiu no século XIX, com o compartilhamento de casas de férias entre grandes famílias conhecidas. Dados os meios de comunicação disponíveis na época, você consegue imaginar como funcionava e quanto tempo levava uma simples consulta de disponibilidade de data?

Então vamos voltar no tempo e mergulhar em memórias centenárias pela Europa, América do Norte e Brasil para descobrir um pouco mais sobre esse tema, além de detalhar algumas definições sobre o que é e como funciona o aluguel de temporada.

O que é aluguel de temporada?

É a prática de se alugar um imóvel, seja por uma pessoa física ou pessoa jurídica patrimonial (como uma empresa aberta por famílias para administrar seus bens), para estadias de curta ou média duração (de até 90 dias, pela lei brasileira), destinada a fins como os de lazer, turismo ou negócios, por exemplo.

Diferentemente dos estabelecimentos comerciais destinados a hospedagem, como hotéis e pousadas, que necessitam de alvará, cadastro em órgãos reguladores e outras exigências formais, o aluguel para temporada pode ser feito por você, proprietário de uma casa de praia, sítio no interior ou apartamento na cidade, que quer ganhar dinheiro com seu imóvel parado, que busca uma fonte de renda extra ou mesmo que pretende viver de aluguel.

Como funciona o aluguel de temporada?

Assim como um viajante procura hospedagem em sites de empresas de turismo ou de hotéis, ele pode buscá-las em sites que oferecem casas de temporada, como Airbnb, Booking.com, Vrbo (Alugue Temporada), TripAdvisor, etc. Basta inserir o destino, datas de check-in e check-out, quantidade de pessoas e está feito – existem também filtros para comodidades específicas, como piscina, internet wi-fi, berço, entre outras.

Cada plataforma possui seus próprios processos para que o viajante pague e o proprietário receba por uma hospedagem, mas em geral a cobrança é feita de forma automatizada e online, via cartão de crédito, de maneira a garantir segurança e praticidade de todos os envolvidos. Após informar a confirmação de pagamento, alguns canais costumam liberar o contato direto (número de celular) e outros um chat particular, facilitando a comunicação entre as partes para que sejam combinados dias e horários de check-in, check-out e eventuais necessidades adicionais. Mas como essa história de casa de temporada começou?

O que fazemos por você

Nossa ampla experiência na gestão de serviços aliada à tecnologia de ponta garante maiores ganhos com o aluguel de imóvel para o proprietário e a melhor experiência para o hóspede.

Como alugar um imóvel para temporada?

Primeiro, procure imóveis em sites de reservas como Airbnb, Booking.com, Vrbo, etc. colocando seus filtros preferidos (ar-condicionado, wi-fi, entre outros), em seguida, se sentir necessidade, peça fotos atualizadas ou tire dúvidas com o proprietário sobre itens que não foram esclarecidos no anúncio e, por fim, se estiver satisfeito com as condições, comodidades e localização da propriedade, conclua a reserva fazendo o pagamento pela própria plataforma usando um cartão de crédito ou boleto.

A primeira casa de férias

Inicialmente construído em 1624 como um lodge (alojamento temporário em lugares remotos, como montanhas e florestas) para as temporadas de caça do rei Luís XIII da França, o atual Palácio de Versalhes é a primeira propriedade de férias de que se tem registro. A casa de campo foi reconstruída em 1631 e 1634, formando a base do palácio monumental que seria edificado futuramente e hoje encanta visitantes de todo o mundo, mas serviu durante muitos anos como uma área de lazer da residência real francesa - feita inicialmente para se passar uma noite ou outra, apenas.

Propriedades compartilhadas entre famílias

Cerca de 200 anos depois, por volta de 1800, grandes famílias de amigos começaram a investir em casas de temporada pela Europa e a compartilhá-las entre si, durante diferentes estações do ano. Como a única forma de comunicação entre locais distantes era o correio comum, era necessário esperar semanas para se receber uma simples resposta de carta - se a propriedade estava disponível ou não durante aquele verão, por exemplo. Com a invenção do telégrafo, em 1837, o caminho para esse tipo de reserva ficou um pouco mais fácil.

Casas de temporada anunciadas no jornal

Em meados dos anos 1950, começaram a se popularizar nos Estados Unidos as casas de temporada, então divulgadas em anúncios nos jornais daquele tempo. Como a maioria das famílias não conseguiam tirar férias durante toda uma estação do ano, as habitações começaram a ser rentabilizadas durante os períodos de vacância, ou seja, nos momentos em que as propriedades não estavam ocupadas.

Para acelerar o desenvolvimento da indústria de aluguéis por temporada, em 1985 foi criada a Vacation Rental Managers Association (VRMA), Associação de Administradores de Aluguel de Temporada, em tradução livre. Apenas 10 anos depois, surge na internet o serviço mais próximo do que conhecemos hoje, o Vacation Rentals By Owner (VRBO), Aluguéis de Temporada pelo Proprietário, em tradução livre. Abria-se ali uma poderosa oportunidade de negócios para donos de imóveis: um site para ele anunciar sua casa de temporada, acessado diretamente pelo hóspede.

Couchsurfing e economia compartilhada

No começo dos anos 2000, quando já era comum se fazer reservas pela internet para uma locação de temporada, o programador americano Casey Fenton foi além no quesito hospedagem alternativa, lançando o conceito de “couch surfing”, que é basicamente essa tradução literal mesmo: “surfando no sofá”. Até hoje, a comunidade online une hóspedes e anfitriões de todo o mundo com o objetivo de oferecer de graça um sofá para viajantes que não querem gastar com hospedagem. Muitas vezes os viajantes também são anfitriões e vice-versa.

Pouco tempo mais tarde, em 2008, esta mesma ideia de estadia alternativa foi alçada a um modelo de negócio, que se tornaria símbolo da economia compartilhada em todo o planeta: a locação de cômodos de uma casa. Oferecendo seu loft com internet wi-fi, uma pequena mesa, café da manhã e três colchões de ar dispostos pelos aposentos do imóvel, eles receberam seus primeiros hóspedes. Assim nascia o Airbnb, das mãos dos designers industriais americanos Brian Chesky e Joe Gebbia, colegas de faculdade que não conseguiam pagar o aluguel e criaram uma oportunidade de rentabilizar sua propriedade quando notaram a superlotação de hotéis durante a realização de um evento local.

O aluguel de temporada é seguro em canais de reserva?

Cada plataforma de reserva possui políticas próprias de segurança para evitar fraudes e golpes que tragam riscos, tanto ao viajante quanto ao proprietário. Mas é sempre bom lembrar que é ideal se manter dentro do canal, seja para mensagens ou pagamentos, pois caso surja algum problema, a empresa pode auxiliar com uma solução.

Para rentabilizar seu imóvel ao máximo, você pode contar com uma gestão de propriedade profissional, que vai cuidar desde a fotografia e criação do seu anúncio até a gestão de calendário, precificação de diárias e contato com hóspedes, identificando as melhores oportunidades de locação na sua região e trazendo o máximo de resultados possíveis. Conheça nossos planos para gestão de propriedade.

Gestão profissional para aluguel de temporada

O aluguel para temporada já evoluiu tanto que, hoje em dia, além de ser muito natural alugar uma casa, sítio ou apartamento para locação de curta e média duração, ainda existe o gestor profissional de propriedades. Você sabe o que faz uma empresa administradora de imóveis de temporada? Ela gerencia todas as atividades envolvidas no processo do aluguel de temporada para que o proprietário receba aquela renda extra sem preocupações. O Anfitrião Prime, por exemplo, é um gestor profissional de imóveis. Nós fazemos desde a criação e publicação do anúncio nos principais sites de reservas, precificação, gestão de calendário e comunicação com o hóspede até serviço de concierge e gestão de limpeza, lavanderia e manutenção. Todos os profissionais envolvidos nas etapas das atividades citadas são especializados e possuem anos de experiência, por isso, as propriedades gerenciadas pelo Anfitrião Prime fazem parte de um catálogo exclusivo, e que oferecem aos seus hóspedes uma estadia impecável.

Como funciona anunciar pelo Anfitrião Prime?

Anuncie seu imóvel em menos de 15 minutos

Cadastre seu imóvel de forma rápida, simples e totalmente online.

Seu imóvel nos principais sites de reserva do mundo

Distribuímos seu anúncio em mais de 30 sites de reservas, como Airbnb, Booking, VRBO (Alugue Temporada) e muitos outros!

Tudo pronto! Comece a receber suas reservas

Aumente sua renda proporcionando uma estadia excepcional para seus hóspedes.